QUEM NÃO SE COMUNICA, SE TRUMBICA!


Nas décadas de 70 e 80 havia um apresentador de um programa de televisão que usava este bordão com o seu público.

É claro que ele não falava da comunicação organizacional, mas da comunicação como um todo.

Mal sabia ele que quase meio século depois, mesmo com toda a tecnologia disponível, a comunicação ainda seria uma grande dor de cabeça para as empresas.

The engineers enjoy the work at the enterprise

Na correria do dia a dia, onde líderes e liderados têm que cada vez mais fazer mais com os mesmos recursos, ordens e comunicados são dados de modo muito generalizado, com poucos detalhes.

Além disso, quando uma situação se repete independente da periodicidade, as pessoas acreditam que basta falar uma vez, como se isso fosse certeza de que a outra parte executará.

O processo de comunicação precisa ser detalhado e claro e aquele que comunica precisa se certificar de que o recebedor da mensagem a compreendeu.

Nesse processo, tem algo que aqueles que comunicam geralmente se esquecem e que diminui o nível de assertividade da comunicação: é dizer o porquê.

Tenho uma velha máxima que aquilo que as pessoas não entendem porque tem que fazer, dificilmente farão.

Business people discussing about new enterprise

Esta semana ainda, em uma reunião de encerramento do semestre que passou, divulgamos qual filial teve o melhor desempenho no período.

Questionado pelo supervisor da empresa qual o segredo daquele gerente, ganhador de 3 das 4 competições, ele respondeu o seguinte: todos os dias eu informo as vendas aos meus vendedores e faço eles entenderem como estão em relação às suas metas.

Vejam, isto não é novidade.

A ferramenta conhecida por 5W2H tem o W do porquê fazer, e mesmo assim, a comunicação ainda é falha e os resultados não acontecem.

Às vezes até me perguntam se não é exagero cada vez detalhar uma comunicação com o pretexto de perder tempo, o que eu quase sempre devolvo com a pergunta: e quando é preciso comunicar de novo a mesma coisa, não é uma perda de tempo?

A mesma pergunta que faço para os meus clientes, deixo para o leitor.

Leia também o artigo do consultor Vinícius Nunes: VOCÊ ESTÁ FOCADO EM FAZER SUA EMPRESA FUNCIONAR?

Alexandre Klein.
Consultor Associado do Grupo Scalco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

: