Perguntas & Respostas sobre Constelações Familiares

1 – O que é Constelação Familiar? 

Já ouviu falar de psicanálise? Reiki? Meditação? Ioga? É um desses meios de ajuda. Um meio que ajuda as pessoas a olharem para si para solucionarem um problema que têm enfrentado.

As constelações familiares dizem respeito às três ordens do amor de Bert Hellinger.

Bert identificou que os relacionamentos são regidos por três ordens: hierarquia, pertencimento e equilíbrio.

Em uma Constelação, você percebe qual dessas ordens tem descumprido e como se alinhar a ela para solucionar os seus conflitos.

2 – Que problemas a Constelação pode me ajudar a solucionar?

Aquele problema que mais incomoda você e que você não encontra uma solução. Pode ser algo ligado a sua saúde, ao seu financeiro, ao seu relacionamento com gente, aos seus negócios… Pode ser um problema ligado a sua autoestima, autoconfiança… Pode ser uma grande decisão como abrir um negócio, ter ou não filhos…

3 – Tem alguma ligação com trabalho mediúnico?


Não. Inclusive, comprova a existência do campo morfogenético, conceito introduzido na ciência em 1910 por Alexander Gurvitsch e popularizado em 1981 por Rupert Sheldrake.

Os campos morfogenéticos são campos que levam informações através do espaço e do tempo.

Eles são campos não físicos que exercem influência sobre nós.

Tudo o que os antepassados da nossa família fizeram, o que nós fizemos e o que os nossos descendentes fizerem fica registrado nesse campo. Todas essas informações, registradas pelo nosso sistema familiar, nos influenciam.

Em uma constelação esse campo é acessado para trazer à luz o que aconteceu no sistema familiar do constelado que o impede de resolver o conflito que ele deseja resolver.

4 – A constelação pode ser feita à distância? Podemos acessar o campo morfogenético à distância?


Podemos. O campo morfogenético não está localizado apenas ao redor do corpo físico de uma pessoa.

Assim, a Constelação pode ser feita por vídeo, à distância.

O campo morfogenético atravessa o tempo, o espaço e as gerações.

5 – A constelação só age durante a consulta ou depois também? 

Nós estamos conectados ao nosso sistema familiar por laços invisíveis. Quando algo atua na Constelação Familiar, os efeitos vão além disso. Ou seja, estamos imersos em um campo de informação o tempo todo e não somente durante a constelação.

6 – Aos 40 anos ainda não consegui um relacionamento duradouro, posso obter ajuda com as Constelações Familiares? 

Pode. Provavelmente esse bloqueio está relacionado com o seu sistema familiar.

Vale lembrar que uma constelação é uma radiografia, mostra o que impede você de resolver um problema.

Constelação não é remédio.

A constelação não faz o que só você pode fazer: tomar uma atitude após saber o real problema.

 7 – A constelação pode ajudar na decisão de ter ou não ter filhos?

Sim. Um dos recursos é a constelação de decisão.

Ajuda na decisão, mas a escolha é sempre nossa.

Ela vai nos mostrar o que nossos olhos não estão vendo porque está oculto pela nossa mente.


8 – Nossos filhos podem repetir nossos comportamentos prejudiciais ou os comportamentos de algum imoral da família? Uma Constelação pode ajudar a mudar isso?

As crianças podem repetir os imorais e a Constelação Familiar pode ajudar a olhar para isso e mudar o rumo das coisas.

Crianças amorosas repetem os imorais, os pecadores e os rejeitados pela família. Crianças são todas amorosas.

Toda criança observa o todo, mas algumas personalidades são mais sensíveis.

E essa personalidade mais doce e mais empática é a criança que está em maior risco, exatamente pelo fato de ser mais amorosa.

Amor é aceitação.

Quando alguém é criticado pela sua moral, a criança se volta, por ser criança e ser amorosa, e fica encantada.

Com isso ela cria um vínculo com a pessoa excluída, podendo repeti-la para fazer com que os outros aceitem-na como é.

9 – Constelação familiar pode curar traumas?

Se o cliente tem a clareza de qual é o trauma, é necessário ajudar a pessoa a lidar com ele.

Mas muitas vezes, as pessoas não têm consciência dos seus traumas. Elas sentem os sintomas, mas não sabem de onde eles vêm.

Isso acontece, por exemplo, quando o trauma é encoberto pela da família.

A constelação pode trazê-lo à tona.

Com isso, traz uma oportunidade de cura para a pessoa, que poderá agir para curar-se. 

10 – Preciso aceitar meus pais biológicos. Eles já faleceram. A constelação pode ajudar?

Pode ajudar você a dar um lugar a eles no seu coração de concordância a aceitação.

Mas isso é algo que se faz ao longo do tempo.

E não precisa ser feito apenas com as Constelações.

Pode ser feito no caminho do autoconhecimento.

As pessoas começam a colocar as Constelações Familiares como remédio para todos os males, quando na verdade é somente um mecanismo para expansão de consciência.

A Constelação vai ajudar você a aceitar o que estava por trás das atitudes dos seus pais.

Pois a não aceitação influencia na criação dos seus filhos, nos seus relacionamentos, na sua carreira e na saúde…

Quando você aceita, fica livre para seguir e ter sucesso em todas essas áreas.




Ajudei você? Conte aqui embaixo.


Leia também: O SEGREDO DE QUEM TEM FORÇA, PODER E ENERGIA

Sobre o autor:

Marcel Scalcko ajuda as pessoas a viverem mais leve e realizar muito. É mentor há 24 anos. Já treinou mais de 110.000 pessoas. Descreveu as 9 Leis da Vida. Há mais de 30 anos estuda com os melhores mentores e treinadores do Brasil, Alemanha e Estados Unidos.


Forte e carinhoso abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

:
× Tenho dúvida