O segredo de quem tem força, poder e energia

Existe uma quantidade enorme de pessoas se queixando de estarem sem força, motivação, muito cansadas…

Ou seja, com a sensação de que estão sem força, poder e energia.

Isso se manifesta no dia a dia através de procrastinação nas suas tarefas, sonhos, objetivos, projetos, sono excessivo…

São pessoas desempregadas que não buscam alternativas, pessoas que não conseguem dizer não, pessoas que não têm coragem de se demitir, não conseguem estudar para um concurso público…

Foto de um jovem tradutor cansado com barba grossa e cabelos ondulados tocando a cabeça e fechando os olhos, sentindo-se absolutamente exausto, digitando em um laptop, traduzindo documentação técnica

Qual é a causa?

Bert Hellinger nos conta!

Bert Hellinger, pai das Constelações Familiares, décadas atrás observou que a nossa vida é guiada por três ordens do amor que devemos respeitar e se não respeitarmos perderemos a força, o poder e a energia.

São elas: hierarquia, equilíbrio e pertencimento.

A que mais influência nossa força, poder e energia é a ordem da hierarquia.

Sobre a hierarquia, Bert percebeu que em um sistema familiar existe o grande e o pequeno. O grande é o que chega primeiro e o pequeno o que chega depois.

De uma maneira bem simples, os pais (que chegam primeiro) são os grandes e os filhos, pequenos.

Estabelece-se uma hierarquia.

Qual a implicação?

Os pais devem se comportar como grandes e os filhos devem se comportar como pequenos.

Silhueta de família feliz na sunset

Os filhos devem honra, respeito e gratidão aos pais.

Além disso e na prática, os pais devem se comportar como grandes, ou seja, cada um deve exercer o seu papel, ocupar o seu lugar e tudo isso é resolvido com uma pergunta: quem eu sou aqui?

Quando somos grandes e nos comportamos como pequenos, estamos errados.

E o mesmo acontece com o oposto.

Se eu sou grande e me comporto como pequeno quem irá cuidar, impor limites, dar carinho para a criança?

O pai dessa criança está com a falta de força, entusiasmo e energia.

Se eu sou grande e não ocupo o meu lugar, deixo a criança sem pai e mãe.

Se eu sou filho e não me pergunto quem sou, esquecendo que sou pequeno, posso ficar grande e ficar sem pai e mãe.

Enfim, como saber se estamos grandes ou pequenos? Respondendo às perguntas:

  • É papel de quem educar? Pais, os filhos recebem educação. Filho não educa pai.
  • É papel de quem aconselhar? Pais. Filhos não aconselham os pais.
  • É papel de quem cobrar? Os pais cobram os filhos. Os pais já deram a vida aos filhos, o resto devem providenciar.
  • É direito de quem fazer exigências? Os pais exigem dos filhos.

Pronto! Vocês já sabem tudo sobre a ordem do amor e hierarquia segundo Hellinger.

Basta que cada um ocupe o seu papel e faça o que lhe diz respeito.

Simples assim! Difícil assim!

É difícil porque quando ocupamos o lugar de pais, os filhos se magoam, culpam-nos.

Quando temos que cumprir o que já sabemos, dói.

Dói ver os filhos chorando, culpando-nos…

Por outro lado, dói ver os pais brigando, fumando, com diabetes incontrolada e sem cuidar da alimentação…

Mas devemos nos perguntar: de quem é a vida dos nossos pais? Deles!

Quando cuidamos da vida deles, esquecemos da nossa própria vida e os nossos filhos ficam sem pais.

Devemos escolher o preço que queremos pagar, o de ficar no lugar de filho ou o de ficar fora desse lugar.

A dor de ocupar ou a dor de não ocupar nosso lugar de filhos.

Basta fazer uma escolha, a vida é nossa, cada um deve escolher como agir, mas deverá arcar com as consequências.

Comece um processo de mudança para ocupar o seu papel como grande ou pequeno.

É uma caminhada, aprendizado… Nós temos muitos traumas, dores, feridas e ciclos não concluídos no nosso inconsciente que nos impedem de voltar para o nosso lugar.

Só existe um caminho: “A verdadeira fortuna é o autoconhecimento”.

Nós já sabemos quem somos e o papel de cada um, mas o nosso inconsciente nos domina e impede de voltar para o nosso lugar.

Silhueta de uma família caminhando na hora por do sol

Devemos dominar o nosso inconsciente conhecendo-o porque enquanto estivermos inconscientes ele nos dominará.

Existem inúmeros caminhos para buscar autoconhecimento, imersões, constelações familiares…

Após recuperarmos o nosso verdadeiro papel, teremos muito mais força, energia e poder.

Esse é o grande segredo de quem tem força, energia e poder. O que não é mais segredo nenhum para ninguém.

Forte e carinhoso abraço!

Leia também: A VIDA NÃO É BELA

Sobre o autor:

Marcel Scalcko ajuda as pessoas a viverem mais leve e realizar muito. É mentor há 24 anos. Já treinou mais de 110.000 pessoas. Descreveu as 9 Leis da Vida. Há mais de 30 anos estuda com os melhores mentores e treinadores do Brasil, Alemanha e Estados Unidos.

  1. Equipe Grupo Scalco Greiciana da Silva disse:

    Tudo faz sentido! Mas minha pergunta é: como faço para mudar minha situação? Sendo que agora tenho consciência dos meus problemas, mas os meus bloqueios estão no subconsciente.

  2. Equipe Grupo Scalco Socorro Raposo disse:

    Importante texto de abertura ao conhecimento e a mudança.
    Estou cada vez mais direcionada a essa visão.
    Fico grata cada vez que sou contemplada com essas explicações.🙏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

:
× Tenho dúvida