O Fator Determinante

 

Quando nós deixamos de fazer alguma coisa, ou quando as pessoas não fazem alguma coisa, de uma maneira muito espontânea justificamos, comentamos ou damos alguns motivos pelo qual não fizemos. Eu gostaria de listar as 3 principais justificativas que as pessoas dão. O Primeiro é o dinheiro

    • Não estudei por que não tinha dinheiro
    • Minha empresa quebrou por que eu não tinha capital de giro
    • Eu não consigo emagrecer por que eu não tenho dinheiro para uma academia, um personal trainer ou uma nutricionista

A segunda justificativa é o Tempo: Uma parcela significativa das pessoas fala que não fez algo por que não teve tempo, por que estava cheia de coisa pra fazer.

    • Por terem uma agenda apertada
    • Por trabalharem demais

E a terceira justificativa mais comum é dizer que a tarefa em si era muito difícil. Ou seja, que os obstáculos entre o ponto A e o ponto B eram muito grandes ou intransponíveis.

    • Que sozinho não conseguem
    • Que era muito difícil a matéria
    • Que era muito difícil se concentrar
    • Que era muito difícil aprender

Agora pensa comigo, o que tem em comum todos esses motivos/justificativas pelo qual as pessoas deixaram de fazer algo? A resposta é: Que todas as justificativas estavam FORA da pessoaO dinheiro está fora, o tempo está fora, os desafios estão fora, a falta de ajuda está fora.

Então vamos chamar isso de recursos externos. As pessoas tomam a ausência de recursos externos como justificativa, uma muleta, ou um calmante pelo fato de não terem feito o que realmente precisava ser feito. 

Todas as vezes que falamos: meus colaboradores não me ajudarem, meu patrão não me reconheceu, a empresa não me deu condições de trabalho, a minha meta era muito alta, as pessoas me tiraram do sério, estamos ‘culpando’ os RECURSOS EXTERNOS. Mas será mesmo que esses são realmente os fatores determinantes? Será que são os recursos externos que determinam o êxito, a vitória a paz de espírito e uma vida realizadora?

Eu te afirmo categoricamente que não! Mas veja, a ausência de recursos externos normalmente é verdade. É aí que mora o perigo, pois a pessoa não se dá em conta que, muito embora o recurso externo não exista naquele momento, ele não é o fator determinante para a realização de algo.

Ou seja, não é a ausência de recursos externos que determinam a realização exitosa da tarefa/ação. Se eu não tenho dinheiro para fazer algo, será que com criatividade eu posso suplantar a falta de dinheiro? Se os obstáculos forem muitos e muito difíceis, será que com determinação e abnegação eu consigo superá-los? 

Se eu não tenho tempo para algo, será que com disciplina e dedicação eu consigo superar a ausência de tempo? Prestou bem atenção nas perguntas acima? Tu deve ter percebido que são os RECURSOS INTERNOS que determinam a execução de algo. Ou seja, são os FATORES INTERNOS que determinam seu sucesso! 

Enquanto tu ficares atribuindo responsabilidade e culpa a ausência de recursos externos, tu não vai acessar o fator determinante, pois o fator determinante são os recursos internos, e sabe o que é melhor? Eles estão todos aí contigo. Você pode acessá-los a qualquer momento, basta não deixar mais tua mente contar historinhas pra ti. 

Aliás, nunca mais deixe sua mente que mente te iludir dizendo que o que tu gostaria que acontecesse não pode acontecer por conta da ausência de recursos externos. Confia, busque em ti, tu tens todos os recursos internos para fazer tudo o que precisa ser feito e assim realizar todos os teus sonhos, projetos e ideias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

: