Nutrição funcional e os benefícios da alimentação individualizada

Cada indivíduo é único, sendo assim o que é bom para um organismo pode não ser para outro.

Baseado neste conceito a Nutrição funcional avalia sinais e sintomas – através do rastreamento metabólico, histórico familiar, exames bioquímicos, possíveis reações alimentares (alergias/ hipersensibilidades), para assim ajustar as desordens químicas que são gatilhos para doenças e para alterações de peso.

O alimento não é somente energia (caloria) e sim informação para nossas células, o padrão alimentar então pode gatilhar alterações químicas negativas ao nosso sistema e gerar doenças crônicas (diabetes, doença cardiovascular, obesidade, artrite reumatoide, câncer, doenças auto imunes, etc.) assim como manifestar diversos sinais e sintomas (alergias, dores crônicas, alterações gástricas e intestinais, dificuldade em ganhar massa muscular, desordens estéticas e de peso).

Todas estas alterações vão muito além do fator genético, revelam desequilíbrios bioquímicos complexos que tem relação estreita com o que comemos ou deixamos de comer.

Por isso o objetivo do tratamento nutricional é sempre avaliar com detalhe as causas dos desequilíbrios por trás dos sinais, sintomas, doenças e do peso pois estes revelam que há algo de “errado” com nosso organismo e então a partir disso desenvolver um plano alimentar individual que atenda a demanda de cada sistema para que volte a estar em harmonia e saúde!!

Saúde não é apenas a ausência de doenças crônicas e sim sentir-se bem garantindo vitalidade positiva e bem estar!!!!

Conteúdo por: Gabriela Simonetti – Nutricionista especialista em Nutrição funcional | CRN 2 10943
  1. Jorge Nourega disse:

    Nossa muito bom seu artigo,melhor que eu li até agora rs gostei de mais. Parabéns! 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *