Naturalmente competitivo: Desperte este instinto na sua equipe

Assim é o ser humano, por natureza.

Trazemos no nosso DNA o código genético da competitividade.

Todos nós queremos, sempre, estar em primeiro lugar.

Todos nós disputamos em algum momento por alguma coisa.

Não tem jeito, não adianta negar, competimos o tempo todo, até com nós mesmo, seja pelo time de futebol que torcemos, seja para tirar a melhor nota na escola, seja para apresentar o melhor trabalho de conclusão de curso ou, simplesmente, seja para sermos o melhor filho, o melhor amigo, o melhor pai, a melhor mãe, o funcionário destaque.

E é por isso, por causa da competitividade que existe em nós, que a definição de metas claras e exequíveis podem elevar o desempenho das pessoas ao seu máximo potencial.

Quando definimos metas que, de imediato, consideramos possíveis de alcançar, nos motivamos, pois, percebemos que somos capazes, nos comprometemos e damos o melhor de nós mesmos para atingir aquele resultado.

business and office concept – smiling business team at meeting

O maior erro que uma empresa pode cometer sobre os objetivos que deseja alcançar é definir metas que sejam percebidas como impossíveis ou inatingíveis.

Isso desanima, desmotiva e as pessoas não investem nenhum esforço para alcançá-las, ocorrendo exatamente o contrário, provavelmente, o resultado do período será pior que o anterior.

Outro fator importante para despertar a competitividade nas equipes é a definição de metas individuais.

Por que?

Simples, porque cada pessoa traz em si as suas competências, as suas capacidades individuais, seja pelos conhecimentos adquiridos, seja pelas experiências vivenciadas, seja por seu histórico de vida.

Somos diferentes, somos indivíduos e querer que todos tenham o mesmo desempenho é um grande equívoco que a maioria dos líderes comete.

Nossas dicas para atingir seus objetivos constantemente são:

1º) Defina metas claras, objetivas, desafiadoras, mas que sejam efetivamente atingíveis. Que você consiga mostrar para sua equipe que é possível alcançá-las baseado em dados históricos da sua empresa e do segmento do negócio e em fatos concretos que comprovem a possibilidade de alcançar os resultados desejados;

2º) Desdobre a meta geral entre as equipes ou unidades de negócios levando em conta a realidade de cada grupo. Considere a localização geográfica, a capacidade de execução do grupo, o público-alvo que podem atingir, a capacidade instalada, etc.

3ª) Desdobre a meta de cada grupo em metas individuais para cada membro da equipe considerando o potencial de cada indivíduo. Considere o histórico de execução de cada um, suas capacidades e últimos desenvolvimentos.

4ª) Comunique e negocie com cada indivíduo suas metas, faça com que reconheçam que é atingível, que você acredita e confia na capacidade da pessoa alcançá-la.

5ª) Divulgue, diariamente, os resultados que cada membro da equipe está atingindo. Para quem está dentro da meta faça um elogio e estimule a continuar buscando os excelentes resultados. Para quem está abaixo da meta, demonstre solidariedade, mostre que você confia na capacidade da pessoa em alcançar os resultados, mas negocie ações para a recuperação dos resultados e faça com que a pessoa se comprometa e cumpra as ações combinadas.

Leia o artigo do Consultor Lucas Bidinoto: AFINAL, ENTREGAMOS O QUE NOSSA EMPRESA DESEJA?

Implemente estas dicas e depois nos conte como foram os resultados.

Forte abraço e até a próxima!

Silvana Battanoli Araujo
Gerente de Qualidade do Grupo Scalco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *