Medir para Corrigir

                No último texto, falamos sobre o nosso princípio de marcação cerrada, que se refere ao monitorar para executar e medir para corrigir.

                O foco foi na estratégia em monitorar para executar, esclarecendo para os nossos leitores que quando utilizada essa ferramenta de forma correta, naturalmente, os colaboradores vão executar o que foi solicitado.

                O texto de hoje tem como objetivo dar continuidade a esse princípio, mas utilizando a próxima estratégia que é medir para corrigir.

Nem sempre uma tarefa executada significa que foi feita dentro dos padrões estabelecidos e com a qualidade determinada.

Conceito de rede de informações de comparação de análise Foto gratuita

Então, medimos para corrigir os possíveis erros, para orientar, para rever processos, para treinar, para comunicar de forma mais clara e objetiva o que esperamos do colaborador e da tarefa designada a ele.

É nesse momento que corrigimos rotas.

Quando medimos a qualidade da execução, temos a oportunidade de tomar decisões que contribuem na melhoria contínua dos resultados, evitando assim problemas futuros.

Esse princípio do método de Gestão de Equipes para Alta Performance é que traz resultados mais rápidos e satisfatórios para nossos clientes e equipes.

Venha conhecer nosso método, sua empresa também pode conquistar resultados extraordinários!

CONHECER MÉTODO GAP.

Leia também o artigo do consultor Alexandre Klein: BIG BROTHER E COLABORADORES NAS EMPRESAS

Érika Benites.
Consultora Associada do Grupo Scalco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

: