Como salvar um casamento?

Se o seu casamento está por um fio, preste bem atenção no que eu tenho para te falar agora.

Ouça o texto:

Há muitos anos atrás a Fabiana e eu, minha esposa, brigamos tanto, tanto, tanto que em dado momento a Fabiana disse: Chega!

Eu iludido e dominado pela mente, que mente, disse: É bom que chegue mesmo! É bom que nós terminemos com esse casamento aqui e agora!

Eu querendo colocar um pá de cal em mais uma daquela brigas infindáveis, naquele casamento onde os dois não se importavam com a sua felicidade, nem com a felicidade das suas crianças.

Nos importávamos só em provar que o outro estava errado.

Eu querendo, definitivamente, acabar com tudo disse: acabamos aqui mesmo!

Se o fato de cair pó em cima da nossa cama e nós precisarmos bater ela todos os dias antes de dormir é mais relevante, é mais importante que o nosso desejo de viajar juntos pelo mundo, enquanto os nossos filhos convivem com os quatro avós deles … ah… por que vamos ficarmos juntos?

Se o fato do banheiro da casa estragar com muita frequência é maior que o nosso sonho de morrermos velhinhos, um ao lado do outro, vendo o sol se por, tomando um chimarrão, com aquela sensação de que foi uma linda jornada … ah … para que ficar juntos?

Se o fato de ter pó da janela, da casa ser fria e úmida, é maior que o nosso amor, não tem sentido nós ficarmos juntos, então é melhor acabarmos.

Eu fiquei em silêncio por 10 minutos, que pareceram 10 anos, e não acabavam nunca.

E pela primeira vez na minha vida eu senti o chão sair de baixo dos pés. Ficou tudo preto e eu percebi que o que tinha de mais valioso estava se esvaindo por entre meus próprios dedos.

10 minutos depois nós tivemos a benção de nos levantarmos juntos, sem dizer nenhuma palavra.

Nos abraçamos, sem dizer nenhuma palavra.

Caminhamos calmamente, com muita dor no coração, em direção ao nosso quarto, sem dizer nenhuma palavra.

Deitamos na nossa cama em silêncio. Dormimos abraçados em silêncio. Acordamos em silêncio e até hoje nós nunca dissemos uma palavra.


E, muitas vezes, quando a nossa mente nos domina, aquele que está mais lucido pergunta para o outro: “Meu amor, o motivo dessa briga é maior que o nosso amor?”

E felizmente nada, absolutamente nada, tem sido maior que o nosso amor.

Então perdendo a razão aqui ou acolá, nós vamos ficando cada vez mais felizes, porque nós optamos por isso.

E para tanto, abrimos mão da razão. Um de nós sempre levanta a mão e diz: “você tem razão, meu amor”.

O nosso casamento está mais harmonioso e nós podemos, juntos, tomar a melhor decisão para a vida dos nossos filhos.

Se esse texto te ajudou, deixa seu comentário aqui.

Forte e carinhoso abraço!

Leia também o artigo: A REAL VERDADE SOBRE OS PAIS

Sobre o autor:

Marcel Scalcko atua com desenvolvimento de pessoas há mais de 22 anos. Guiou mais de 50.000 pessoas para uma vida mais leve e realizadora.

Após construir uma vasta experiência no campo do desenvolvimento humano, observou e documentou as 9 Leis da Vida e transformou esse conhecimento em um treinamento imersivo e único no Brasil.

É especialista em técnicas e procedimentos de desenvolvimento psico-emocional, como as constelações familiares e empresariais, que procuram guiar pessoas e organizações ao seu máximo potencial.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é telegram_horizontal-2.png
  1. Maria Inês Maia disse:

    Texto lindo pra refletir todos os dias. Grata, Marcel.

    1. Equipe Grupo Scalco disse:

      nos alegramos em saber que te ajudou! gratidão! continue nos acompanhando aqui

  2. Marien Isabel Chies disse:

    Estou iniciando essa nova etapa na minha caminhada do autoconhecimento. Espero que acrescente algo novo na minha vida. Tenho boas expectativas. Gostei do ser humano Marcel.

    1. Equipe Grupo Scalco disse:

      Que alegria!!! Conte conosco!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *