Como cuidar de alguém que precisa de ajuda profissional?

Não tenho boas notícias para dar a você.

Se isto que você está tentando fazer fosse possível seria incrível, pois todo mundo estaria em terapia, mentoria, em imersões de autoconhecimento e meditando.

Sabe, o ser humano se move só pela busca do prazer e pela dor, para evitar a dor.

Acontece que alguns de nós, por conta dos nossos ciclos não concluídos, da nossa criança ferida, e dos nossos traumas da infância muitas vezes não conseguem perceber isso.

Além disso, a pessoa que precisa de ajuda profissional, ou seja, todos nós, poderia buscar ajuda para conseguir mais prazer, mais satisfação ou mais alegria, mas infelizmente a maioria de nós se mobiliza muito pouco pelo prazer.

Young handsome man relaxing on his sailboat

E você pode achar que o que estou dizendo não é verdade, mas estudo há 30 anos para servi-los, além de já ter treinado mais de 110.000 pessoas ao encontro de uma vida mais leve e ser mentor e treinador comportamental a 24 anos.

Logo, se a pessoa que você tem percebido que precisa de ajuda não aguentasse mais a dor da vida pesada que ela está levando, certamente buscaria ajuda profissional.

“Mas Marcel, como é que eu ajudo então?”

Você menciona, informa, dá consciência e depois, usando nossa linguagem, solta, porque se a sua informação não for suficiente e, assim, possível para que ela busque ajuda, apenas a dor da vida, quando for insuportável, poderá ser.

E assim, quem sabe, está pessoa consiga pedir ajuda profissional.

Porém, existem pessoas com tantos dodóis na alma, com tantas feridas e tão machucadas que os próprios dodóis as impedem de pedir ajuda profissional.

E finalmente, a melhor forma de ajudarmos as pessoas que amamos e as pessoas com as quais nos importamos é estarmos, para o resto da nossa vida, em mentoria, em terapia, em meditação e em imersões, ou seja, nós estarmos o resto da vida cuidando de nós e assim, praticando a verdadeira fortuna que é o autoconhecimento.

E neste momento você deve estar pensando: “Mas se não buscar ajuda, ela vai estar causando dor nos outros”.

Sim, causará, mas nós que praticamos autoconhecimento também causamos dor. E resumindo, está é a vida, assim ela é.

“Nossa Marcel, que obviedade, que coisa mais rasa.”

Será? Se fosse tão raso assim as pessoas não lutavam contra a vida como ela é. Logo, não é raso, mas sim profundo, difícil, duro e exigente.

Imagina a dor de olhar para o marido alcoólatra e dizer: “eu não posso fazer nada”.

E agora surgem em sua mente questionamentos e pensamentos, como: “Mas e as crianças?” Você cuida. “Mas ele grita com as crianças.” Então você cuida e protege as crianças como for necessário.

Alcoholic with depression

Enquanto você distrai-se tentando convencer ou modificar os outros, não verá o que pode fazer para se proteger e proteger quem ainda não sabe.

 De uma vez por todas entenda, pessoas demasiadamente feridas na alma não conseguem cuidar delas.

“Marcel, mas quando eu casei com ela, era tão boazinha. Agora ela bebe, grita pela casa e bate nos meus filhos.”

Pois é, conforme a vida vai atuando sobre nós, vai extraindo de nós as nossas sombras, nossas trevas e nossas dores não resolvidos.

E sim, casamos com uma pessoa e acordamos com outra. É a vida, é vida.

E o que me resta?

Investir todo o seu tempo, toda a sua energia, toda a sua dedicação, todo o seu dinheiro, todo o seu esforço, todo o seu amor, todo o seu cuidado e todo o seu esmero em você.

E assim, a pessoa não vai conseguir o machucar, não vai o tirar do eixo e você terá a clareza de saber se é o caso de investir nesta relação, que pode ser com um amigo, um irmão, um pai ou uma esposa, ou terá a clareza de saber se é o caso de se afastar dela, porque às vezes é a única solução que resta.

Então, desiste de tentar convencer as pessoas a cuidar delas.

Apenas mencione, fale, mas não se dedica a isso, pois ao contrário, você se abandona e deixa de cuidar de si.

Tem vivido uma situação assim? Comente aqui.

Forte e carinhoso abraço!

Leia também o artigo: COMO ESQUECER UMA PESSOA QUE NÃO NOS AMA MAIS?

Sobre o autor:

Marcel Scalcko ajuda as pessoas a viverem mais leve e realizar muito. É mentor há 24 anos. Já treinou mais de 110.000 pessoas. Descreveu as 9 Leis da Vida. Há mais de 30 anos estuda com os melhores mentores e treinadores do Brasil, Alemanha e Estados Unidos.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é telegram_horizontal-2.png
  1. Claudia Pacheco disse:

    Caiu como uma luva para mim, meu marido teve uma depressão profunda, tentou 2 vezes o suicídio e eu fiquei por conta dele de querer ajudá-lo, procurava todos os tipos de terapia… Agora, estou pensando em mim, não está sendo fácil, muitos questionamentos…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

: