Como conduzir uma entrevista de emprego: dicas para não profissionais

Um dos grandes problemas apontados por empresários e líderes e que impedem o desenvolvimento de seus negócios e equipes é falta de mão de obra qualificada. Sendo isto uma realidade, o desafio que segue é escolher alguém entre os poucos qualificados.



Uma das metodologias mais utilizadas para a escolha do futuro colaborador é a entrevista.

E para que esse processo tenha o melhor resultado possível, é muito importante o entrevistador observar alguns pontos.

Começar a entrevista no horário combinado, num local reservado e não deixar ser interrompido para ter o foco total na entrevista, nem deveria ser considerado como dica, mas sim, como o mínimo necessário para entrevistar alguém.



Planejar as perguntas que serão feitas aos candidatos, criar perguntas com respostas abertas, informar os prós e contras do cargo que será ocupado, compõem a parte técnica das dicas para uma entrevista conduzida de forma eficaz.

Mas além disso, o entrevistador deve estar muito atento à sua própria postura durante a condução do processo de entrevista.


Sim, pois a postura do entrevistador revelará aos candidatos uma parte da cultura da empresa.

O entrevistador deverá manter-se no mesmo nível dos entrevistas, evitando o ego de ser “o entrevistador”, o que certamente impedirá os candidatos de serem mais naturais, já que a própria natureza de uma entrevista é desconfortável.

Essa naturalidade dos candidatos ajudará inclusive o entrevistador a ter melhores percepções sobre os candidatos.



Por fim, o entrevistador deve estar mais atento ao “como” dos candidatos.

Como se portam, como acontecem as suas expressões corporais, o que deixam subentendido nas entrelinhas de suas respostas, e ainda estar atento à sua própria intuição enquanto selecionador.


Estas são algumas dicas importantes para aqueles que não são profissionais de seleção de pessoas possam amenizar as possibilidades de erros em contratação, além de mostrar através da sua própria postura, como são o ambiente e a cultura da futura empresa onde o candidato trabalhará.

Leia mais no artigo da Consultora Lisandra Moreira: A IMPORTÂNCIA DE GANHAR A MENTE E O CORAÇÃO DA SUA EQUIPE

Alexandre Klein.

Consultor Associado do Grupo Scalco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *