Aprenda, de uma vez por todas, a lidar com as críticas da sua mãe

Já sentiu que a sua mãe parece ter uma certa indiferença com você?



Tem se perguntado por que a sua mãe sempre critica tudo em você?


Então, este artigo é para você!

Vamos lá!


Em primeiro lugar, existem algumas mães que, pelas dores da vida, não conseguem expressar amor com afeto, carinho, palavras gostosas, com abraços, beijinhos, reconhecimento ou com valorização.



Em segundo lugar, nós temos as nossas dores e uma mente que mente.


Logo, a sua mente acredita que a sua mãe é indiferente a você.

Observe! O seu pensamento é conflitante, não é coerente porque quando somos indiferentes a alguém, não apontamos oportunidades de melhorias, não chamamos atenção, não aconselhamos e não mostramos em que aquela pessoa está se equivocando.


Você me entende?

Perceba, se a sua mãe fosse indiferente a você, se ela não se importasse com você, ela jamais faria isso que você está chamando de “crítica”.

Parents with daughter

E posso usar outras palavras porque cada um dá o nome que quiser, no meu caso, penso que é dar uns toques, dar feedback, ser honesta, ser verdadeira, se importar com você, isso é o que eu acredito.

Assim sendo, ao invés de você partir do pressuposto que a sua mãe não se importa com você, pergunte a ela: “Mãe, a senhora se importa comigo?”. 

Pergunte, pois você está tirando conclusão em sua mente.

Você sabe que a nossa mente mente.

“Como assim, Marcel?”

Meu Deus! Quantas vezes a nossa mente diz uma coisa equivocada para nós mesmos e acreditamos?

Basta pensar em quantas mulheres engravidam psicologicamente.

Reflita, isso não é uma mentira da mente?

Sim, uma mentira que a faz parar de menstruar, crescer suas mamas e crescer sua barriga.

E a menina com anorexia não é a mente dela que mente que ela está gorda? Percebe?

Quantas vezes a mente de vocês mentiu que aquele homem era um bom homem? E dessa forma vocês se decepcionaram.

Saiba que foi a sua mente que mentiu, pois ele estava o tempo inteiro dando pistas e mostrando de verdade quem ele era.

Bem como, por exemplo, a sua mente mentiu várias vezes que aquela mulher era uma boa mulher e você quis porque quis acreditar que ela era, sim, uma boa mulher, mesmo tendo ela mostrado e dado pistas do contrário, pois você não viu a realidade.

Quantas vezes a mente de um pai mente que o seu filho não usa drogas, mesmo esse filho estando com todos os sintomas?


O pai não quer ver ou ele não vê a verdade, pois acredita na sua mente que mente.


Então, querido leitor, não acredite na sua mente. Acredite em si!

Observe, dialogue com a sua mãe e fale da sua dor para ela.

Pare de cobrá-la e peça.

Olhe o que ela conseguiu dar e não fique esperando o que você gostaria e exige que ela tivesse dado.

Leia também o artigo: DICAS CRUCIAIS PARA CONSEGUIR O EMPREGO QUE VOCÊ SEMPRE QUIS


Ajudei você?


Forte e carinhoso abraço!

Sobre o autor:

Marcel Scalcko ajuda as pessoas a viverem mais leve e realizar muito. É mentor há 24 anos. Já treinou mais de 110.000 pessoas. Descreveu as 9 Leis da Vida. Há mais de 30 anos estuda com os melhores mentores e treinadores do Brasil, Alemanha e Estados Unidos.

  1. Erionalda disse:

    Com essa leitura consegui me enxergar com mais clareza enquanto mãe. Tenho três filhos que argumentam sobre favoritismo entre eles, quando eu sei que não me deixo faltar para nenhum!
    Obrigada Marcel, por mais uma vez! Deus te abençoe 🙌🙏

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

: